No alto do andaime


Bem no alto de um qualquer andaime, continuam a aparecer os “artistas” do piropo popular, que aquando da passagem de uma qualquer mulher, com menos de 100 anos, lançam tiradas impregnadas de romantismo e sensualidade parola.
O famoso hit “Oh Jóia, anda cá ao Ourives!”, é por vezes substituído pelo “Dava-te uma, que até pareciam duas!”, ou até pelo “Oh doce, era onde fosse!” Ah, saloia virilidade!
Mas o que de facto leva um homem, a gritar a plenos pulmões, do alto do seu andaime, frases cuidadosamente escolhidas e ensaiadas? Será a esperança de que alguma das senhoras que por ali passam, pare e lhes implore por uma sessão de sexo selvagem e tresloucado em cima do andaime, à vista de todos? Será que estes homens acreditam que alguma mulher lhes vai dar o número de telefone depois de escutar a frase romântica “Tanta carne boa e eu em jejum!”?
Uma das principais razões a meu ver, prende-se no facto de estarem acompanhados lá em cima, pelo amigo álcool. O álcool, como todos nós sabemos é um brilhante desbloqueador, ajudando os mais tímidos a “deitar cá para fora” o que pensam com mais facilidade. É obvio, que o álcool não escolhe a boca por onde desce e se quem o bebe não usa habitualmente o cérebro, com a ajuda do álcool o que vai sair dali é imprevisível. A outra hipótese, é por estarem acompanhados pelos colegas e num despique de virilidade, tentarem lançar o maior piropo original do andaime.
Eu até admito que alguns piropos tem a sua piada. Por exemplo, “És um bilhete de primeira classe para o pecado!” ou até mesmo “Diz-me lá como te chamas para eu te pedir ao Menino Jesus!”, são engraçados. O problema é que na sua maioria, estes piropos são proferidos por homens desdentados e feios, cujo corpo não vê água desde a chuvada do ano anterior.
Meus caros, como os tempos mudam e o que parece não é, vejam lá se um dia destes a frase “Ó filha queres ir ao céu? Sobe os andaimes que o resto é por minha conta”, pode muito bem tornar-se “Ó filho desce os andaimes, porque eu pensava que eras uma mulher!”.
Por isso, cuidado…

Boa semana para todos e larguem o álcool (mas avisem-me onde o deixaram. Obrigado).

Comentários

  1. LOL
    Oh meu Deus ... Eu acho que é mais a armarem-se em machões, porque se tivessem frente a frente com o alvo, tenho a certeza que ñ diziam nada ;p

    E oh se o álcool faz dessas coisas ... Oh Oh !!!

    e vê o filme, vale mt a pena !!

    ResponderEliminar
  2. A música é algo que cura momentaneamente. Como tu disseste, e eu concordo, ajuda a atenuar. Na minha opinião faz parte do processo de cura (:


    Olha que existem senhores que até são simpáticos, quanto aos piropos. Mas a maioria são machões que não podem ver nada a mexer -.-
    Enfim.

    ResponderEliminar
  3. parabéns pela participação, sera a 1 de muitas provas

    ResponderEliminar
  4. Oláaa!
    Aqui entre nós que ninguém nos lê, detesto piropos... Fazem-me sentir vulgar, uma sensação estranha me invade. Quando era mais nova apetecia-me subir os andaimes e ir dar um murro ao gajo :)))

    beijinhoss

    ResponderEliminar
  5. Trolha que é trolha tem que mandar o seu belo elogio!!!Prova que é macho,que é ele quem manda e mais nada!!
    Eu acho que uma empresa que contrata uns trolhas tem sempre como pré-requisito algo como "saber como mandar piropos ao mulherio."

    ResponderEliminar
  6. Visitem o meu blog, a minha galeria de arte, onde vou postando semanalmente trabalhos meus. Aceito opiniões e sugestões =)
    Elaboro trabalhos (retratos, pinturas...) com diversos materiais. Se estiver interessado/ interessada é só contactar-me através do meu email que está no site.
    Obrigado =)

    ResponderEliminar
  7. Olá a todos!

    Obrigado pelos vossos comentários.

    Bjs,
    Kipo

    ResponderEliminar

Enviar um comentário