Stôra in Playboy


Para começar quero agradecer às 4 pessoas, que não sendo minhas familiares, nem estando a auferir qualquer vencimento pago por mim, nem tão pouco a receber notas de 20€ “motivacionais” para ler este blogue e para o comentar, continuam a ler-me, tornando tudo isto ainda mais compensador. Obrigado.
Esta semana foi repleta em termos de acontecimentos marcantes. Podemos começar por mencionar que o Papa esteve em Portugal, tendo passado por Lisboa, por Fátima e mais tarde pelo Porto. Apesar de ter estado vestido de vermelho no Porto (corajoso), Bento XVI não só foi escutado, como pôde circular no seu Papamóvel, sem ser apedrejado, nem ameaçado com bolas de golfe. Valente!
Por estes dias, soubemos também que os impostos vão aumentar. Numa palavra: Finalmente! Eu sou apologista do aumento de impostos e ainda do corte de ordenados a toda a gente. Acredito que bastaria que nos dessem pão, água e Circo, para sermos felizes! Deviam ainda, aumentar o número de horas semanais de trabalho para 80 e retirar-nos o direito às férias. (Este paragrafo foi patrocinado pelo PS e PSD).
Por falar em PS e PSD, já reparam como o Sócrates e o Passos Coelho ficam bem juntos? A sério! Eu olho para o Passos Coelho e vejo nele o “Sócrates 2 – O Regresso!”. O homem era contra o aumento dos impostos e passado uma semana, já apoia a sua subida. Sócrates já se pode reformar, e assumir um cargo de gestor (como é normal nestas ocasiões) numa daquelas empresas públicas, porque o seu sucessor está encontrado.
Entretanto, o que realmente marca esta semana é o despedimento da Professora Bruna de Mirandela. Para quem não sabe, a Professora Bruna que é a responsável pelas actividades extra-curriculares de uma Escola em Mirandela, pousou nua para a revista Playboy portuguesa, tendo causado “pânico social” junto dos alunos, das respectivas mães e ainda das velhas que controlam Mirandela. Já os pais, ao que pude apurar, já se mostraram indignados pelo despedimento da Professora e pedem para que volte, que se reúna com eles em lingirie, que lhes assine a revista e que os insira também nas actividades extra-curriculares.
Muitas são as vozes que se levantam contra a conduta desta Professora e muitos são os olhos que saltam de página em página, da dita revista que, por aquelas bandas esgotou num ápice, mal se começou a falar do assunto.
Na minha opinião, que pouco interessa, chego a duas conclusões:
1ª No meu tempo, as professoras que leccionavam as minhas aulas eram velhas, feias e tinham bigode, não tendo nenhuma a capacidade de aparecer na Playboy, nem tão pouco num jornal gratuito.
2º No meu tempo, as revistas para maiores de 18 anos só podia ser compradas por maiores de 18 anos, tornando estes miúdos uns heróis.
Boa semana para todos!

Comentários

  1. Eu concordo com tudo.
    Principalmente na parte de Pão, água e circo.
    Acho que o povo Português devia ser obrigada a pagar para ter um emprego. Do género, mal o puto nasça, em vez de se fazer sócio do FCP/SLB/SCP, os pais do puto deveriam ser obrigados a pagar cotas anuais para quando o puto fosse homem, ter um emprego.

    Isto é ridículo, um dias destes trabalhamos até estarmos tão velhos e doente, que será preciso uma máquina peristáltica para nos manter acordados.

    Este País está uma verdadeira vergonha.
    E foi para isto que pessoas como o meu avô, se uniram para ter um 25 de Abril.

    Tristeza. Continuem a gastar milhões aos contribuintes e a aumentar os impostos, que o povo (estúpido e sem tomates) continua a pagar. ninguém se convence que governo NENHUM é governo, sem que o povo/proletariado permita.
    Vamos lá abrir os olhos da cara, em vez do olho do cu, porque já chega de sermos enrabados a sangue frio!
    E mais não digo. Eis o desabafo matinal.
    :)

    ResponderEliminar
  2. P.s- Acho muito bem que a "stôra" mostre as suas formas. Com a crise e a falta de colocações a nível nacional, um dia destes só mesmo a playboy para lhe dar rendimento para comer.
    Prof que é prof, tem de estar em forma, não vá o Sócrates tece-las e terem de virar strippers.

    ResponderEliminar
  3. 1 Quanto ao Papa, fico desiludido porque sempre imaginei ver o povo a abanar o papamobile e a gritar cânticos de apoio ao FCP. Tal não aconteceu infelizmente.

    2 Não votava em ti para primeiro ministro.

    3 Eu vou mais longe e imagino o Passos Coelho e o Socrates a terem reuniões de mãos dadas. Fazem um optimo casal.

    4 Quanto à professora, concordo contigo, também nunca tive nenhuma professora que gostasse de ver nua. Não sou daqueles que acha que posar nua para uma revista é uma pouca vergonha, porque cada um deve fazer aquilo que bem lhe apetece, e neste caso, eu gosto de ver o que a professora decidiu fazer. No entanto, trabalhando com crianças, parece-me natural que a escola tenha tomado a atitude que tomou.

    Mais um bom post Sr. Kipo
    Abraço

    ResponderEliminar
  4. Olá retiro o que disse!
    Bem, fiquei esmagado com a força do teu comentário. :)
    Ainda bem que concordas com o que escrevi. O nosso país caminha para um precipício e o pior é que vamos dar um passo em frente… :) Enfim.
    Quanto à professora, hoje em dia não podemos ter apenas só um emprego… Ela teve que se fazer à vida! :)
    Bjs, obrigado pelo teu comentário e pela tua visita,
    Kipo

    ResponderEliminar
  5. Olá Pat ac!

    Então, bem vinda ao pequeno grupo! :)

    Bjs e obrigado pela tua visita,
    Kipo

    ResponderEliminar
  6. Olá Chá com tremoços!
    Acredita que imaginei a cena onde o povo abana o Papamóvel e grita pelo FCP. :) Imagino ainda, o pessoal a sacar o Papa do Papamóvel e a colocar lá no seu lugar o Pinto da Costa. Passaria a ser o Pintomóvel! :)
    Não posso deixar de ficar triste por não votares em mim para Primeiro Ministro, porque tal como o Sócrates, não percebo nada de governação, o que faz de mim um grande candidato. Ao contrário do Sócrates não me imagino de mão dada com o Passos Coelho, mas tal como referiste e bem, imagino-o a ele… Ficam lindos juntinhos!
    Acredito que a escola tivesse que tomar uma medida perante tamanho alarido. Infelizmente, a linha que separa a independência pessoal, com a responsabilidade da profissão de professor é bastante ténue e isso foi visível, neste caso específico. Gostaria de perceber de verdade, como podem as crianças ter acesso a este tipo de revistas, tal como ao tabaco e até ao álcool. Esta deverá ser a primeira pergunta a ser colocada, a meu ver.
    Abraço, obrigado pela tua visita e pelo teu comentário,
    Kipo

    ResponderEliminar
  7. eu só sei que já tive acesso às fotos, e é de admirar como despedem uma tão boa professora... ;)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário