Adopte um velho



Apesar do momento que vive o país, houve alguém que teve a brilhante ideia de colocar alguns idosos prontinhos para a adopção, a troco de uma quantia considerável, para algumas bolsas.
Brevemente, um casal que decida ter um filho pode optar, em vez disso, por adoptar um velho todo catita e ainda receber perto de 600€. As vantagens principais a meu ver, são o já ter feito a escola, não ter que lhes explicar como se faz “o amor”, nem tão pouco de onde vêm os bebés e ainda, não nos preocuparmos com as idas às discotecas, pois estas não existem. Quanto muito, podemos ficar preocupados com as idas para o Hospital…
Obviamente, que não serão só aspectos positivos. Os idosos tanto quanto eu sei têm que comer, fazer as suas necessidades e ainda têm que tomar banho e isso tem de ser providenciado por vocês.
Para tal, basta abrir uma saqueta da Whiskas e deixar um pouco de água fresca perto da comida. Para as necessidades, um caixotinho médio com areia aromatizada deve chegar, mas quando o forem levantar, perguntem. Seja como for, é simples. Eu vou mandar vir dois!
Aproveito desde já para esclarecer que não podem adoptar as vossas sogras, nem os vossos sogros e assim receber o dinheiro. Lamento pela desilusão.
Num país desenvolvido como o nosso, damos mais um passo na vanguarda da adopção e, ao mesmo tempo, abrimos a porta a uma panóplia de hipóteses de adopção. Ontem, eram as crianças que adoptávamos de forma gratuita, por amor, hoje são os idosos que adoptamos por 600€, amanhã são, quiçá, pessoas em coma, ligadas a uma máquina, num qualquer hospital, por valores muito superiores.
O Estado assim, despacha uma carrada de velhinhos para casa daqueles que vão chamar um “figo” ao dinheiro extra.
Contudo, espero que imponham limites ao número de velhos que cada um pode levar, porque senão torna-se injusto! Eu tenho espaço para dois, mas com beliches ainda cabiam uns 6. E olhem que agora com a crise 3600€ davam um jeito!!!
Eu coloco-me no lugar do velho: Depois de uma vida de trabalho e de pagar impostos é bom sentir que nos vão adoptar e receber dinheiro por isso. Faz o idoso sentir-se especial, não é?

Boa semana.

Comentários

  1. Também tive conhecimento desta noticia num dos jornais que o meu pai lia no fim-de-semana passado.

    Há pessoas muito más... Podem muito bem ir buscar um senior a um lar so para ficar com a pensão dele(a) e depois cagar forte e feio nas necessidades básicas da pessoa...

    É arriscado...
    *

    ResponderEliminar
  2. Olá Sophie!

    Exacto. É um risco, que para mim não compensa.

    Bjs e obrigado pelo teu comentário.
    Kipo

    ResponderEliminar

Enviar um comentário