Vende-se a virgindade!


Ultimamente, temos vindo a assistir a um novo fenómeno Mundial que deixa muitas pessoas incrédulas e umas quantas bastante entusiasmadas. Refiro-me ao facto de algumas meninas estarem a vender a sua virgindade, para ganhar dinheiro de forma fácil.
Depois do primeiro caso conhecido, o de uma jovem de 22 anos chamada Natalie Dylan, várias foram aquelas que se lembraram de aproveitar a ideia, para também elas abrirem o seu próprio negócio. É um serviço para um único cliente, mas que vale milhões!
Obviamente, que vários foram os rebarbados que ansiavam em ser “o primeiro”, no que ao sexo diz respeito.
Mas o que leva alguém a querer vender a sua virgindade? Tirando uma perturbação mental, ou uma forte tendência para o Síndrome “loira burra”, a futilidade que hoje em dia enche as cabeças de algumas jovens, é a causa mais provável.
O que me parece mais curioso é que a venda se efectua através de um leilão online, com base de licitação mas sem o senhor do martelo…
É claro que só poderia ser online, porque ao vivo seria estranho:
“- Muito bem, este quadro de Van Gogh está licitado em um milhão de euros. Um milhão de euros, uma, um milhão de euros, duas, um milhão de euros, três! Vendido ao senhor com o número 23.
Vamos agora ao leilão da virgindade da Tânia Vanessa da Arrentela, que tem 25 anos…” Estranho não?!
E o que leva um homem a dar milhões por um “volta” com um mulher que desconhece? Ela pode dizer que é a estrear, mas pode ter mandado “baixar os quilómetros”, fazendo uma operação! Aliás, nos dias que correm, com a ciência tão avançada, só não é virgem quem não quer!
Por isso, senhores que têm que pagar para ter sexo: Antes de licitar uma qualquer jovem peçam o certificado de autenticidade. 
O mais provável é enfiarem um merecido barrete! :)

Boa semana para todos!

Comentários

Enviar um comentário