O Sexo provoca a desflorestação



Notícia recente publicada no britânico Telegraph, deu conta que em Darwen, foram abatidas cerca de seis mil árvores devido à necessidade de retirar o “esconderijo do amor”, de milhares de pessoas.
Durante anos, imensos casais foram até ao coração daquela floresta, não para fazer um piquenique, mas para fazer “o amor”, mergulhados num clima romântico, com passarinhos a cantar e uma bonita paisagem. Infelizmente, os locais é que não acharam nada bem todo este amor no meio da floresta.
A forte afluência ao local, fez com que o responsável pela câmara desse ordem para serem abatidas cerca de seis mil árvores, criando assim uma enorme clareira.
Segundo os relatos dos mirones locais, o número de casais que ali se descolava para o sexo diminuiu imenso. Nas últimas duas semanas foi avistado apenas um casal de invisuais a fazer o amor, por não saberem que as árvores tinham sido retiradas. No entanto, ao que me foi possível apurar, este corte de árvores não impediu os casais de esquilos de continuar a fazer o amor no centro da clareira, sem qualquer tipo de pudor.
Depois deste episódio, imensas empresas de corte de árvores vieram a público afirmar que na Amazónia o abate de árvores tem de ser aumentado, devido à forte actividade sexual dos Índios e dos Tucanos, especialmente este últimos, que muito prejudicam a moral e os bons costumes da região. Não nos podemos esquecer que os Tucanos são uns doidos e os Índios andam sempre com o “material” á mostra!
Entretanto, o Greenpeace, também veio a publico pedir às pessoas para que façam o amor dento de espaços próprios, para evitar o abate de mais árvores.
Como escrevo neste blog, compete-me pedir a todos os que fazem o amor no meio das florestas portuguesas, para o evitarem, uma vez que as nossas florestas podem ser abatidas. Já agora, estendo o alerta para as praias, para as ribeiras e ainda para as casas de banho das bombas de gasolina. O amor deve ser feito num local próprio e não dá jeito parar numa bomba de gasolina e a casa de banho estar fechada! :)

Agora, ide e tende uma semana maravilhosa!

Comentários

  1. Oh mas que estupidez. Então e se o pessoal gostar de acasalar ao ar livre, encostados a um eucalipto e a ouvir os passarinhos a cantar? Não pode?
    Os animais, não o fazem na floresta? Então...
    Não gostei da notícia.
    Beijo

    ResponderEliminar
  2. Que estupidez. Já não se pode fazer sexo selvagem. O mais triste disto tudo é serem mais uma vez as árvores a levarem com as culpas. Ao menos que mandassem os casais para a guilhotina, mas deixassem as árvores em paz, já basta serem cortadas para fornecerem papel, lenha e espaço para construções, agora são cortadas por acolherem pessoas excitadas.

    ResponderEliminar
  3. Se as árvores fossem para ser usadas como esconderijo para algum tiroteio, ninguém as abatia, mas como é para fazer aquilo que de melhor existe no mundo, bora lá mandar tudo ao chão.
    Não está certo. Fazer amor na rua, é crime, em locais públicos, é crime, no carro, atentado ao pudor, em casa, tem de ser em silêncio, não vão os vizinhos ouvir e cruzarem-se no elevador e soltar risinhos parvos, ou mandar bocas foleiras nas reuniões de condomínio... Então?! Um dia destes temos de tirar uma licença na Junta de Freguesia para fazer O Amor, qual licença de pesca, ou uso e porte de arma.
    RIDÍCULO!!! Só por isso, hoje toda a gente devia "dar uma" pelo ambiente. Tenho dito.

    ResponderEliminar
  4. Olá Sara sem sobrenome! :)

    Pois, tens toda a razão, a noticia não é boa.
    Infelizmente, de vez em quando, aparecem uns idiotas que tem ideias destas... Enfim.
    Obrigado pelo teu comentário e pela visita.

    Bjs,
    Kipo

    ResponderEliminar
  5. Olá Chá com tremoços!

    Parece-me que de facto, as árvores não têm a culpa de estarem naquele local, nem tão pouco por fazerem de esconderijo aos casais.
    Talvez fosse mais fácil vedar a floresta a pessoas, digo eu.

    Obrigado pela visita.
    Kipo

    ResponderEliminar
  6. Olá retiro o que disse!

    Tens toda a razão!
    Olha que essa tua ideia tem pernas para andar! :)))
    Já existem tantos dias mundiais dedicados a tanta coisa, porque não mais um? :)

    Bjs e obrigado pelo teu comentário.
    Kipo

    ResponderEliminar
  7. Olá Kipo, outra vez :)

    Agora que falas nisso, vou por um post no meu blog a ver se arranjo votos suficientes para, quem sabe, levar isto a parlamento.

    Dia 30 de Março, dia mundial do Sexo Natural :)
    Pode ser que fique no ouvido...

    ResponderEliminar
  8. Olá!

    Acho muito bem que faças esse post! Já chegam as árvores que foram abatidas!

    Bjs,
    Kipo

    ResponderEliminar
  9. Olá!

    A mim parece-me muito bem... cá poucas vergonhices no meio da natureza! Ser-se corrupto, ser violador, pedófilo e não ser preso, sim... Agora fazer sexo no meio da mata, isso sim, devia ser punivel com pena de morte ou prepétua. Não sei como ainda não mandaram abaixo o Monsanto...

    Estou a gozar, claro :)

    Onde assino essa coisa do dia do Sexo ao Natural? :)

    Bjs

    RaquelA

    ResponderEliminar
  10. Olá RaquelA

    Pois, também não percebo como é que é possível o Monsanto ainda ter tantas árvores! :)

    Beijos e obrigado pelo teu comentário,
    Kipo

    ResponderEliminar
  11. Epá tinham que falar em Monsanto! Eu ainda tinha esperanças que se esquecessem desse arvoredo, mas agora que já lançaram a ideia, lá se vai o meu recanto...
    Quer dizer, o dos animais!
    Que lá vivem...
    Tipo esquilos e tal...
    E rouxinóis...
    Não que eu ande lá!
    Isso não...

    ResponderEliminar
  12. Olá Nuno FC!

    Pois, o Monsanto veio à baila nem sei bem porquê... Porque será? :)
    Exacto, o recanto dos animais. Apenas isso! :)

    Abraço e obrigado pelo comentário,
    Kipo

    ResponderEliminar

Enviar um comentário