A Robot Sexual


Numa altura em que a tecnologia vai mudando o Mundo e a forma como nos relacionamos com o outro, surge no mercado a primeira boneca-robot para fins sexuais.
Depois do lançamento da Bimby, máquina que faz praticamente tudo nas nossas cozinhas, o que poderia faltar a um tarado solitário? É isso mesmo, fazia falta uma mulher robot!
Assim, nasceu a Roxxxy, uma boneca com pele sintética, fisionomicamente semelhante a uma mulher, com um peito bastante avantajado, e que pode ser loura, ruiva ou morena.
Uma das grandes vantagens, segundo o criador é que ela pode fazer tudo, menos evacuar e cozinhar. Os dias da velhinha boneca insuflável estão mesmo a terminar.
Para convencer os mais cépticos, a Roxxxy já vem pré-configurada com cinco tipos de personalidade (A Frígida, A Doida, A Sadomasoquista, A Colegial e A Madura) e nunca tem dores de cabeça! Permite ainda, que o dono crie a personalidade que mais gostar, podendo-a partilhar com outros tarados via internet.
Por 7000 dólares já pode levar para sua casa a sua Roxxxy e divertir-se à grande com um pedaço de plástico que fala e que grita de prazer.
No entanto, o que me faz mais confusão é que a boneca não se mexe. Então para que é que servem as personalidades, pergunto eu? Para mim, fazer “o amor” com a Roxxxy será idêntico a fazer “o amor” com um rádio, com mamas de plástico. Uma pessoa faz o esforço todo e ela fica a olhar para nós com aquele olhar de boneca de plástico e nada.
Tanta tecnologia e é o melhor que conseguem?
Ao menos se boneca mexesse os olhinhos…

Comentários