Você é um palhaço!

Olá a todos os que abespinhados entraram neste espaço, julgando que eu os estaria a chamar de palhaços. Nunca o farei, a não ser que alguém o seja.

“Você é um palhaço!” foram as palavras amorosas que Maria José Nogueira Pinto dirigiu a Ricardo Gonçalves do Partido Socialista. Em resposta, Ricardo Gonçalves disse que ela se vende a qualquer preço, para ser eleita por qualquer partido.

E assim, esta quarta-feira na Assembleia da República, ambos foram possuídos por espíritos do povo, um do PS e outro do PSD, espíritos esses que os retiraram da pose de políticos imaculados e respeitáveis, para umas quaisquer peixeiras do bulhão!

Depois do que aconteceu, o mais certo é dizer que é inadmissível, que estão num lugar onde lhes compete representar o povo e por conseguinte, devem respeito a quem os elegeu e ainda aquele espaço.

Por outro lado, Maria José Nogueira Pinto só disse o que nós dizemos no nosso dia a dia sobre os políticos em geral. No fim de contas, “São uns palhaços”, ou “São todos mentirosos” ou até mesmo “É só filhos da P” fazem parte do dia a dia do plebeu comum. Quem não gostaria de dizer alguns impropérios a certos políticos?

Independentemente da peixeirada, eu até achei divertido. Sabe bem, de vez em quando ver que afinal os políticos têm sentimentos e sabem representar o povo, ao mais baixo nível. O Ricardo Gonçalves, depois de chamar Maria José Nogueira Pinto de vendida, deixou orgulhosos todos aqueles que votam no PS. Podia ter feito melhor, se por exemplo lhe chamasse “cabra vendida”, mas para a próxima saí melhor.

Se eu fosse Primeiro Ministro, incluía na agenda mensal para discussão na Assembleia da República uns 10 minutos de insultos, com transmissão em directo e com votação por telefone, ao estilo dos Ídolos.

Era a loucura…

Comentários